Como conseguir nota máxima no GMAT?

Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar que o GMAT (Graduate Management Admission Test) não é uma prova fácil, e que também conta com muitas “pegadinhas”, as quais você precisa estar atento para não marcar a resposta errada. Pois bem, é verdade. O GMAT é obrigatório na maioria dos processos seletivos dos programas de MBA no exterior e exige muita agilidade e atenção nas tomadas de decisões.

 

É bom ter cuidado! O GMAT não é como uma simples prova para concurso público ou uma prova de CFA que basta uma nota de corte superada e pronto! Então, a dica é dedicação total.

 

Estudar para o GMAT pode ser ainda mais difícil se você não se dedicar ao máximo a essa fase. Isso inclui organização, planejamento pessoal e autogestão. Além disso, você precisará juntar alguns bons materiais de preparação e contar um cronograma bem organizado de como aproveitá-los ao máximo.

 

Portanto, se você quiser resultados ainda mais eficazes e que aumentem ainda mais as suas chances de ingressar em uma universidade no exterior, procure ajuda profissional especializada, isso pode fazer muita diferença e te ajudar a alcançar seus objetivos de forma mais rápida.

 

Pontuação do GMAT

Para quem não sabe, a pontuação do GMAT vai de 200 a 800 pontos, sendo que, Segundo a GMAC (Graduate Management Admission Council) — organização internacional sem fins lucrativos de escolas de negócios que administra o GMAT — dois terços dos estudantes atingem as notas entre 400 e 600 pontos.  Portanto, a menor nota possível que um candidato pode tirar no GMAT é 200. Isso se aplica à pontuação total, que combina as notas das provas “Verbal” e “Quantitative” que compõem o GMAT. 

 

Podemos dizer que é bem difícil que os estudantes tirem notas muito baixas ou muito altas no GMAT.  Basicamente, são minoria os alunos que acabam pontuando  abaixo de 400 ou acima de 600. A nota média do GMAT é 551.94, mas pense bem, mesmo que apenas a sua pontuação no teste não seja decisiva o suficiente para garantir a sua vaga, pelo menos ela pode aumentar ainda mais as chances de você entrar para as turmas mais seletas e disputadas das escolas de negócios em todo o mundo.

Entendo a pontuação do GMAT

A prova do GMAT é baseada em conceitos de matemática e domínio da língua inglesa, tem o objetivo de avaliar como o candidato se sai em situações que simulam os diversos desafios que um executivo pode viver no dia a dia de trabalho e na rotina prática dos programas. A sua nota revela se você consegue ou não lidar com todas as atividades do MBA.

 

Por isso, e nem um pouco por acaso, a prova do GMAT é uma das principais preocupações de quem concorre a uma vaga nas escolas de negócios mais renomadas ao redor do mundo.

 

Confira abaixo como a prova é dividida e a pontuação de cada uma:

Prova de Redação Analítica GMAT (Pontuação de 0 a 6)

Método de pontuação: os ensaios são verificados pelo menos duas vezes. Uma vez manualmente por um examinador humano e uma vez por um computador. As pontuações são relatadas nos intervalos de 0,5 pontos. A pontuação média típica é 4,42.

Prova de Raciocínio Integrado GMAT (Pontuação de 1 a 8)

Método de pontuação: as pontuações são registradas nos intervalos de 1 ponto. A nota desta etapa é determinada com base no número de perguntas respondidas de forma precisa. Nesta prova, é comum que uma pergunta tenha várias partes, e por isso, para obter uma pontuação para essa pergunta, é necessário responder todas as partes corretamente. A nota desta etapa é computada separadamente no relatório e a média fica em torno de 4,26 pontos.

Prova de Raciocínio quantitativo GMAT(Pontuação: 0 a 60)

Método de pontuação: a pontuação nesta etapa depende de três elementos:

  • Quantidade de perguntas que foram respondidas
  • A somatória de perguntas que foram respondidas corretamente
  • O nível de dificuldade e outros fatores das perguntas que o candidato optar por responder

Logo, se o candidato responder corretamente a um número maior de perguntas mais difíceis, consequentemente receberá uma pontuação muito melhor.  Nesta prova as pontuações também são relatadas em intervalos de 1 ponto. Para conseguir entrar em uma Escola de Negócios renomada, é necessário atingir no mínimo 40 pontos nessa etapa.

Prova de Raciocínio verbal GMAT (Pontuação de 0 a 60)

Método de pontuação: o método de pontuação para a prova de raciocínio verbal é a mesma aplicada ao teste de raciocínio quantitativo. Por isso, tente escolher as perguntas de nível mais elevado e responda com precisão ao maior número de questões possível. Assim como na etapa de raciocínio quantitativo, as pontuações são relatadas em intervalos de 1 ponto. Portanto, marcar mais de 40 pontos aumenta e muito as suas chances de ser admitido em uma ótima instituição de ensino no exterior.

Pontuação total do GMAT (Pontuação de 200 a 800)

Método de pontuação: basicamente, a nota do GMAT é calculada com a combinação de pontuações das etapas de Raciocínio Quantitativo e Verbal, assim, as pontuações são relatadas em intervalos de 10 pontos.

 

É necessário ter consciência de que há uma penalidade aplicada por não responder as perguntas. Se o candidato não conseguir concluir o teste dentro do tempo determinado, sua pontuação será determinada de acordo com o número de perguntas tentadas. Com cada questão não respondida, a pontuação é reduzida substancialmente.

Pontuação

Percentual de colocação

800

99%

750

98%

700

89%

650

76%

600

59%

550

43%

500

30%

450

19%

400

11%

350

6%

300

3%

250

2%

200

0%

 

 

Perceba que  as pontuações de 780, 790 e 800 significam quase a mesma coisa de uma forma geral. Logo, o que define uma “boa nota no GMAT” de certa forma, depende muito do que você pretende para os seus objetivos acadêmicos e profissionais.

 

Veja, se sua pontuação foi acima de 600 pontos, você se saiu melhor do que a maioria das pessoas que fizeram a prova. Isso significa que a sua nota está acima da média no GMAT, mas ainda não é excepcional. Agora, se a pontuação está acima dos 600 pontos, e especificamente acima dos 650, já é alta o suficiente para conseguir entrar em escolas relativamente renomadas.

Mas afinal, qual é uma boa pontuação no GMAT para as melhores escolas de negócios?

Todos os anos a US News e a World Report classificam as “Melhores Escolas de Negócios”, e se você se fizer seu inscrição em alguma delas, pode ter acesso à informação completa sobre essas instituições (matrículas, números de inscrição, pontuação média no GMAT, GPA médio para graduação, taxas de aceitação e porcentagem de estudantes empregados na graduação e muito mais). Harvard e Stanford ocupam disparadamente o topo da lista. Nessas instituições, a média de 2016 da pontuação do GMAT dos foi 725 e 733 pontos.

 

Leve em consideração que essas são as médias de pontuação individual do GMAT, o que significa que as médias não seguem um padrão e podem ser maiores ou menores do que esta em diferentes escolas de negócios.

 

Se a sua nota no GMAT é de, por exemplo, 740 pontos, então ela estaria acima da média para qualquer escola de negócios do mundo. Para as melhores instituições, a média da pontuação no GMAT está entre 715 e 733. Por outro lado, se você tirou acima de 710, sua nota está na área das escolas de elite e, acima de 750, sua nota é absurdamente alta.

 

Mas vale lembrar que, geralmente, as admissões nas escolas de negócios dependem muito mais de outros aspectos da sua candidatura como, especificamente, sua experiência e bagagem profissional, suas referências, sua entrevista e suas redações do que uma nota alta em si. Uma pontuação alta, até perfeita, não irá te ajudar ao longo de seus estudos no MBA se você não tiver alguma experiência profissional valiosa ou não conseguir passar segurança e autenticidade sobre si mesmo.

 

Então pode ficar aliviado, pois nem só de notas altas vive um aprovado em uma escola de negócios relevante.

 

 Plano de estudos

Então vamos lá, se você tem cerca de dois ou seis meses para estudar, confira alguns dos planos de estudos abaixo que podem ajudar você a estudar e se preparar melhor para o GMAT.  Saiba quais pontos você deve priorizar:

1) Prova do GMAT

A primeira coisa a fazer para conseguir entrar nos principais programas de MBA, ao contrário do que muitos pensam, não é escrever o ensaio sobre os seus objetivos ou pedir as melhores cartas de recomendação, mas sim fazer a prova do GMAT. Sim. Isso porque a nota que você atingir no exame é essencial para orquestrar todas as decisões posteriores relacionadas ao programa que você irá seguir.

2) Estrutura do GMAT

De forma geral, a prova possui 3 horas e meia. Até parece muito tempo, mas acredite: o tempo na verdade é curto para responder as 78 questões e escrever as duas redações que compõem a prova. Veja abaixo:

 

Seção

Questões

Tempo

Escrita analítica (Analytical Writing)

2 redações

30 minutos cada

Quantitativa (Quantitative)

37

75 minutos

Verbal (Verbal)

41

75 minutos

3) Redação do GMAT (ou aquecimento)

A parte escrita do GMAT não entra na pontuação que será utilizada nos processos de seleção de MBA. Mesmo assim, vale a pena dar o seu melhor na elaboração das duas redações, pois as escolas de negócios poderão ver a nota que você tirar.

 

4) Matemática e as “pegadinhas” do GMAT

A prova de matemática não é lá tão difícil em relação ao conteúdo, já que,  as questões, abordam temas estudados até o ensino médio no Brasil. No entanto, é preciso ficar atento às pegadinhas, pois o problema está justamente em como os problemas são elaborados. Use e abuse da sua habilidade de interpretação de texto.

 

A prova possui dois tipos de questões: resolução de problemas ou de informações suficientes. No primeiro caso, você precisa identificar a resposta correta,mas muitas vezes elas podem induzir você a optar por outro caminho, no caso, incorreto. No outro caso é um pouco mais difícil, já que não é preciso dar a resposta correta, mas sim escolher quais informações são necessárias para solucionar o problema.

5) Questões de proficiência e idioma

Mesmo os candidatos mais fluentes vacilam na prova verbal. Sabe por quê? O tempo curto para resolver questões emblemáticas. Os textos têm, em média, cerca de 70 linhas, para não perder o raciocínio, faça anotações das ideias sobre o tema. Já na gramática, o objetivo é identificar possíveis erros. Por isso, preste atenção pois até os nativos cometem deslizes.

 

6) Cuidado com o tempo

O tempo de 75 minutos é um dos principais desafios desta prova, se não o maior. Mas o objetivo é realmente avalizar a capacidade do candidato de tomar decisões sob pressão, pois é assim que acontece na vida real.

7) Está muito fácil ou óbvio? Cuidado!

No programa de computador, as questões se adequam ao nível do candidato que está fazendo a prova. Se você errar uma questão, a próxima será mais fácil, mas se acertar, fica mais difícil.

 

8) Comece com foco

Tente se manter o mais focado possível durante toda a prova, principalmente no início. Isso é essencial para começar bem a prova. Se vacilar nas respostas logo nas primeiras questões, ficará difícil conseguir uma boa pontuação.

9) Notas altas no GMAT

Uma nota alta no GMAT é fundamental para impressionar os recrutadores das escolas de negócios. Mas isso não significa a sua vaga na próxima turma está garantida. Além disso, você precisará de uma excelente trajetória profissional, boas recomendações e o perfil competente ao exigido pela instituição em questão

10. Onde fazer as provas do GMAT?

No Brasil, as provas acontecem sempre ao longo do ano e devem ser agendadas com antecedência. Acesse a lista de centros que aplicam as provas e confira também as datas disponíveis no site oficial do GMAC (Graduate Management Admission Council), clicando aqui.

 

 

Então, qual é uma pontuação boa no GMAT para você?

 

Primeiro você precisa saber qual é a pontuação do GMAT exigida na escola que você deseja ingressar para de fato conseguir entrar no seu programa escolhido. Muitos estudantes se candidatam para escolas específicas, escolas seguras e escolas de alcance.

 

Você pode e deve sonhar alto, mas também precisa se candidatar para escolas nas quais você tenha uma chance considerável de entrar. Se você já fez uma lista com as instituições deseja se candidatar, comece a fazer uma pesquisa:

 

  • Conheça a sua escola alvo: pesquise sobre os programas em que está interessado em entrar e faça uma lista de escolas de negócios para as quais deseja se candidatar.

 

  • Pesquise sobre os pré-requisitos de candidatura aos programas: geralmente, no próprio site de admissão das escolas você consegue descobrir quais são seus requisitos de entrada. Anote informações importantes como prazos e datas de candidatura para que você saiba quanto tempo terá para se preparar para o seu GMAT e completar o resto dos requisitos.

 

  • Pesquise sobre a média das turmas recentemente admitidas no programa: a média de pontuação do GMAT pode variar muito de um programa para outro. A maioria das escolas de negócios informam abertamente a média da pontuação de admissão do GMAT de suas turmas mais atuais em seu site. Se não conseguir achar, você também pode se inscrever na US News e no World Report para receber mais informações.

 

  • Converse com estudantes recém-admitidos e com o comitê de admissão: além de saber mais sobre o programa e a cultura da escola, conversar com os estudantes e com os recrutadores da escola pode te ajudar a entender melhor o processo de admissão. Talvez o programa escolhido priorize a sua redação e as cartas de recomendação do que uma pontuação alta do GMAT. Entenda como as coisas funcionam.

 

  • Defina sua meta de pontuação no GMAT: para aumentar as suas chances de admissão, trace uma meta de nota que você deseja atingir no GMAT, de preferência que seja maior que a média da turma recém-admitida.

 

  • Prepare-se para atingir a nota estipulada por você: foque na meta de nota que você determinou, matricule-se em um curso de preparação especializado e inicie o seus estudos com direito a simulados e testes práticos cronometrados. Isso te ajudará a sentir o clima da prova e identificar os pontos que precisa melhorar.

 

Agora que você já sabe por onde começar, agende conosco uma consultoria gratuita e dê início ao seu sonho hoje mesmo!

Related posts