Preparação. Estratégia. Prática. Os elementos de sucesso para o GMAT

Ninguém gosta de perder tempo, até porque tempo é dinheiro! Por isso, saber identificar alguns pontos fortes e fracos antes de fazer o GMAT é fundamental para ter um entendimento mais robusto de como utilizar o seu tempo da melhor forma nos estudos.

O Professor Vinicius Capelloto, coordenador acadêmico da TotalPrep Brasil, dá algumas dicas valiosas para quem quer se preparar da maneira correta:

Pratique com as próprias perguntas oficiais do GMAT

Uma das preocupações que a TOTALprep tem com seus alunos é justamente a certificação de sempre usar perguntas e matérias oficiais de exames anteriores do GMAT, pois só assim conseguimos realmente preparar você para a prova e não para vender outros cursos, como é comum de algumas marcas famosas dos Estados Unidos. Um erro comum de estudantes que se preparam sozinhos é adquirir materiais que inflam o conteúdo com questões próprias e com conceitos que mais confundem do que ajudam no final das contas. O GMAT não precisa significar sofrimento, isso se você se preparar da maneira correta.

Treino é treino. Jogo é jogo

Um outro erro comum em candidatos que se preparam sozinho é o de não praticar para a situação de prova. Por mais que se treine para as questões, é muito importante conseguir controlar as demais variáveis que irão influenciar na sua nota final. Conseguir resolver cada questão em menos de 2 minutos e ter resiliência mental para resolver 31 questões de Quantitative e 36 questões de Verbal juntamente com as etapas de AWA e Integrated Reasoning exige uma preparação maior do que apenas saber resolver uma lista em específico de exercícios. Portanto, fazer Simulados e Mock Tests GMAT é essencial para observar o seu desempenho sob pressão e perceber onde você começa a perder o foco e o quanto ainda é necessário para atingir o nível de excelência dos candidatos aprovados para as escolas de negócio que formam os profissionais mais bem pagos do mercado internacional.

Como começar a ter ritmo de treino

Primeiramente faça um teste sem cronometro só para se orientar com as perguntas e depois disso comece a cronometrar para obter uma melhor percepção da sua evolução de ritmo de prova.

Comece o exame onde for melhor para você. Uma boa estratégia para ter um bom desempenho é começar a prática pelos temas que você tenha maior familiaridade, porque assim você ficará mais motivado a continuar. Conforme você conseguir evoluir na sua preparação, você poderá começar o Simulado (no caso de fazê-lo em papel) por outras etapas até que você se sinta confortável e confiante para fazer o Simulado na ordem que você encontrará no dia do exame na tela do computador.

Na TotalPrep, essa evolução é feita junto a orientação e acompanhamento personalizado dos professores, contando também com simulados virtuais para que se possa ir ganhando familiaridade com a situação real da prova. Mais uma vez, o GMAT é uma prova que exige treino, dedicação e paciência. E se feito da maneira correta, a preparação é mais simples do que parece, ou do que alguns materiais inflados costumam propagar por aí.

Related posts