Habilidades exigidas no mercado de trabalho: Empatia

Preparado para se adaptar e conhecer os recursos tecnológicos necessários para ganhar destaque no mercado de trabalho, o profissional do futuro possui competências e habilidades que as empresas hoje procuram.

Tais competências e habilidades são essenciais em um mercado de trabalho que se torna cada dia mais enxuto e competitivo.

Por isso, em geral essas contratações são de caráter urgente e imediato.

O que significa que profissionais que possuem muitas competências tendem a conseguir emprego com mais rapidez e facilidade.

E se você está em busca de aperfeiçoamento e deseja expandir suas competências e habilidades, continue lendo este artigo.

 

Nos próximos artigos, vamos conceituar cada um desses termos, apresentar dicas para seu desenvolvimento e trazer informações atualizadas sobre o mercado de trabalho.

No post de hoje vamos falar de uma habilidade muito procurada: Empatia.

 

Vamos lá?

 

Para facilitar a sua leitura, o artigo foi dividido da seguinte forma:

 

  • Quais são as principais habilidades profissionais? Para que serve uma habilidade profissional?
  • Empatia: tudo que você precisa saber
  • Empatia: Entenda sua importância
  • Empatia: principais dicas para desenvolver a empatia no trabalho
  • Conclusão

 

Quais são as principais habilidades profissionais? Para que serve uma habilidade profissional?

Habilidades profissionais são características de um indivíduo hábil. Ou, em outras palavras, são aptidões.

Neste caso, quando alguém é capaz de realizar uma tarefa bem feita, dizemos que essa pessoa é habilidosa.

Tal adjetivo, é claro, também remete a outras qualidades, como inteligência, agilidade e destreza.

Entenda agora como as principais habilidades podem ser assim classificadas:

 

Cognitivas:

 

As habilidades cognitivas estão relacionadas à capacidade de aprendizagem.

O funcionamento cognitivo é um termo que se refere à capacidade do ser humano de processar pensamentos e são utensílios do cérebro que estão associados com processos de aprendizagem de informações e são muito importantes no desenvolvimento de qualquer trabalho atualmente.

 

Motoras:

 

Habilidades motoras estão relacionadas à capacidade de realizar movimentos com precisão e consistem em manipulação e projeção de objetos incluindo habilidades, como: arremessar, receber, chutar, voleio, rebater lateral, driblar, etc, por exemplo.

 

Sociais:

 

As habilidades sociais são aquelas que ajudam as pessoas a expressar seus desejos, sentimentos e atitudes de forma adequada, tanto no âmbito social, familiar e profissional.

As pessoas que a dominam possuem um comportamento adequado e respeitoso em relação à atitudes, sentimentos, opiniões e crenças.

Profissionais:

As habilidades profissionais estão relacionadas à capacidade de executar tarefas do trabalho.

E como falamos no início do artigo, desenvolver essas competências e habilidades é algo essencial para qualquer profissional e contribuem para que as empresas reconheçam essa capacidade.

Ou seja, é indispensável para uma carreira bem-sucedida.

Podemos dizer que o profissional que agrega habilidades, evidentemente, tem mais chances no mercado de trabalho.

Além disso, a habilidade profissional é necessária para que haja produtividade e para que os resultados sejam obtidos.

As habilidades profissionais mais procuradas no trabalho são: Flexibilidade cognitiva, inteligência Cultural e de diversidade, aprendizagem ativa, pensamento crítico, resiliência, empatia, colaboração, criatividade e Inovação.

Nos post de hoje vamos nos aprofundar na habilidade: Empatia.

Conheça agora de uma forma detalhada tudo que você precisa saber sobre essa habilidade:

Empatia: tudo que você precisa saber

Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar da Empatia e da sua importância no mercado de trabalho. Não é mesmo?

Porém, caso você ainda não conheça, saiba que basicamente, podemos definir a empatia como a habilidade de se colocar no lugar do outro.

Neste caso, segundo a maioria dos especialistas, quando um indivíduo desenvolve essa habilidade, seu poder de atração cresce, abrindo espaço para a construção de relações mais saudáveis e afetivas.

O que acontece porque ser empático permite que você crie e fortaleça laços de cumplicidade com o próximo.

No entanto, é claro, apesar de parecer fácil, desenvolver tal habilidade exige esforço.

E se você quer entender mais detalhadamente qual é a importância dessa habilidade, assim como conhecer as principais dicas de como desenvolvê-la corretamente, basta continuar com a leitura do artigo.

Conheça agora:

Empatia: Entenda sua importância

Como falamos no início do artigo, os contratantes hoje estão buscando cada vez mais os profissionais que desenvolvem a empatia e sabem como utilizá-la no mercado de trabalho.

E não poderia ser diferente, afinal, quando um indivíduo desenvolve essa habilidade, seu poder de atração cresce, abrindo espaço para a construção de relações mais saudáveis e afetivas.

 

Algo essencial dentro de qualquer organização e empresa.

Por isso, hoje a grande maioria dos profissionais concorda que a empatia é peça fundamental tanto para o contratante quanto para o contratado.

Você como contratado, ao desenvolver essa habilidade terá maiores chances de prosperar em sua carreira.

Felizmente, hoje a grande maioria das empresas, as mais sérias e idôneas prezam pela qualidade da empatia em todos os níveis hierárquicos da empresa e, logo, será um atributo bastante evidente no período de atração e seleção de candidatos.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que você pode utilizar para trabalhar a sua empatia e se preparar para que as entrevistas de emprego e o seu dia a dia no ambiente profissional sejam fluídos.

 

Empatia: principais dicas para desenvolver a empatia no trabalho

Como você pode perceber durante a leitura do artigo, a empatia é hoje uma habilidade essencial no mercado de trabalho e, felizmente, tal habilidade pode ser desenvolvida.

Bom, na verdade, podemos dizer que ser empático é uma escolha que deve ser relembrada todos os dias.

Conheça agora três dicas que podem te ajudar a aprimorar essa competência:

 

1. Ouça e compreenda o outro

Como primeira dica para desenvolver a sua empatia, o recomendado é que você aprenda a ouvir e compreender o outro.

No livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, o autor Dale Carnegie cita o psicólogo Carl Rogers:

“Descobri que permitir-me compreender uma outra pessoa é de enorme valia. (…) Quando alguém expressa sentimentos, atitudes ou crenças, nossa tendência é, quase imediatamente, sentir que “isto é certo”, “isto é tolice”, “isto é anormal”, “isto é insensato”, “isto é incorreto”, “isto não é bom”. Raramente, e muito raramente, nós nos permitimos compreender precisamente o que significam as afirmações para a outra pessoa.”

Você precisa ter a mente e o coração aberto para entender o que a pessoa tenta comunicar.

O recomendado é que você preste atenção no tom de voz e, se puder vê-la, na sua linguagem corporal que ela usa.

Claro, saiba que você não precisa concordar com tudo, mas deve tentar se colocar no lugar do outro para compreender a situação do seu ponto de vista.

Como citado acima, mais que ouvir, é preciso “compreender precisamente” o que o outro diz.

 

2. Aprenda a controlar as suas emoções

A nossa próxima dica é que você aprenda a controlar as suas emoções.

Como você provavelmente já sabe, em diversos momentos, precisamos respirar fundo e não ceder à tentação de responder de maneira ríspida, ou julgar as ações de um colega.

Por isso é que podemos considerar a empatia com mais um pilar da inteligência emocional.

Controlar as emoções é essencial para evitar atitudes impensadas e que não acrescentam em nada na resolução de problemas.

 

3. Evite suposições

Por último, mas não menos importante, recomendamos que você evite fazer suposições.

Evite assumir automaticamente o pior das pessoas.

Lembre-se que talvez esse colega de trabalho que está irritado esteja apenas passando por momentos difíceis em casa.

O estresse pode vir de todas as formas e tamanhos, por isso, praticar a paciência e demonstrar empatia no trabalho é fundamental para manter uma boa convivência em qualquer ambiente corporativo.

Aqui é importante frisarmos que você não precisa ser o melhor amigo de todos no escritório, mas ter um interesse maior em seus colegas, além do profissional, é uma grande vantagem.

Related posts