Habilidades exigidas no mercado de trabalho: Flexibilidade cognitiva

Preparado para se adaptar e conhecer os recursos tecnológicos necessários para ganhar destaque no mercado de trabalho, o profissional do futuro possui competências e habilidades que as empresas hoje procuram.

Tais competências e habilidades são essenciais em um mercado de trabalho que se torna cada dia mais enxuto e competitivo.

Por isso, em geral essas contratações são de caráter urgente e imediato.

O que significa que profissionais que possuem muitas competências tendem a conseguir emprego com mais rapidez e facilidade.

E se você está em busca de aperfeiçoamento e deseja expandir suas competências e habilidades, continue lendo este artigo.

Nos próximos artigos, vamos conceituar cada um desses termos, apresentar dicas para seu desenvolvimento e trazer informações atualizadas sobre o mercado de trabalho.

No post de hoje vamos falar de uma habilidade muito procurada: Flexibilidade cognitiva.

Vamos lá?

Para facilitar a sua leitura, o artigo foi dividido da seguinte forma:

  • Quais são as principais habilidades profissionais? Para que serve uma habilidade profissional?
  • Flexibilidade cognitiva: tudo que você precisa saber
  • Afinal, o que é a habilidade cognitiva?
  • Como desenvolver a flexibilidade cognitiva?
  • Conclusão

Quais são habilidades profissionais? Para que serve uma habilidade profissional?

Habilidades profissionais são características de um indivíduo hábil. Ou, em outras palavras, são aptidões.

Neste caso, quando alguém é capaz de realizar uma tarefa bem-feita, dizemos que essa pessoa é habilidosa.

Tal adjetivo, é claro, também remete a outras qualidades, como inteligência, agilidade e destreza.

Entenda agora como as principais habilidades podem ser assim classificadas:

Cognitivas:

As habilidades cognitivas estão relacionadas à capacidade de aprendizagem.

O funcionamento cognitivo é um termo que se refere à capacidade do ser humano de processar pensamentos e são utensílios do cérebro que estão associados com processos de aprendizagem de informações e são muito importantes no desenvolvimento de qualquer trabalho atualmente.

 

Motoras:

Habilidades motoras estão relacionadas à capacidade de realizar movimentos com precisão e consistem em manipulação e projeção de objetos incluindo habilidades, como: arremessar, receber, chutar, voleio, rebater lateral, driblar, etc, por exemplo.

 

Sociais:

As habilidades sociais são aquelas que ajudam as pessoas a expressar seus desejos, sentimentos e atitudes de forma adequada, tanto no âmbito social, familiar e profissional

As pessoas que a dominam possuem um comportamento adequado e respeitoso em relação a atitudes, sentimentos, opiniões e crenças.

Profissionais:

As habilidades profissionais estão relacionadas à capacidade de executar tarefas do trabalho.

E como falamos no início do artigo, desenvolver essas competências e habilidades é algo essencial para qualquer profissional e contribuem para que as empresas reconheçam essa capacidade.

Ou seja, é indispensável para uma carreira bem-sucedida.

Podemos dizer que o profissional que agrega habilidades, evidentemente, tem mais chances no mercado de trabalho.

Além disso, a habilidade profissional é necessária para que haja produtividade e para que os resultados sejam obtidos.

As habilidades profissionais mais procuradas no trabalho são: Flexibilidade cognitiva, inteligência Cultural e de diversidade, aprendizagem ativa, pensamento crítico, resiliência, empatia, colaboração, criatividade e Inovação.

No post de hoje vamos nos aprofundar na habilidade: Flexibilidade cognitiva.

Conheça agora de uma forma detalhada tudo que você precisa saber sobre essa habilidade:

 

Flexibilidade cognitiva: tudo que você precisa saber

E aí?  Já ouviu falar em flexibilidade cognitiva?

Hoje o que muitas empresas entendem é que um profissional flexível tem mais disposição para aprender.

Algo praticamente indispensável para qualquer negócio, principalmente em nossos dias onde essa habilidade é tão importante.

E é exatamente por isso que o profissional com perfil flexível é tão requisitado entre as empresas.

E para entender um pouco melhor o que é essa habilidade, assim como desenvolvê-la corretamente, basta continuar com a leitura do artigo.

Conheça agora:

Afinal, o que é a habilidade cognitiva?

A flexibilidade cognitiva é definida como a capacidade que o nosso cérebro tem de se adaptar a novos acontecimentos e eventos inesperados.

Segundo a grande maioria dos especialistas, desde pequenos aprendemos a estabelecer padrões de pensamento que nos levam a dar soluções imediatas a algumas situações cotidianas.

 

Esta uma resposta automática do nosso cérebro, ou seja, algo natural.

No entanto, como você já deve ter percebido, vivemos em um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo, que nos exige uma capacidade de adaptação devido às constantes mudanças e é isso que leva a necessidade de novas soluções para novos problemas, nos retirando da nossa zona de conforto.

No livro Sapiens, Uma Breve História da Humanidade, por exemplo, o autor Yuval Noah Harari diz que os homo sapiens se tornaram líderes de suas espécies devido ao seu cérebro, às suas capacidade cognitivas.

Assim, podemos resumir e definir como a habilidade de ampliar os modos de pensar.

E é exatamente isso que nos difere das outras espécies, a capacidade de analisar os problemas em todos os lados e pontos de vista.

Assim, podemos imaginar caminhos diferentes para um mesmo objetivo.

Um outro ponto também muito interessante é que, segundo muitos especialistas sobre o assunto, a invenção das máquinas e, mais recentemente, a inteligência artificial, tem ganhado cada vez mais espaço o que nos leva a sermos capazes de nos adaptar a essas mudanças que ocorrem cada vez de forma mais rápida.

Criamos máquinas que hoje são capazes de fazer grande parte das nossas tarefas que dependem das hard skills.

No entanto, o que a máquina ainda não possui é o que temos de maior valor, as nossas habilidades cognitivas.

Conseguiu agora entender e perceber a importância da flexibilidade cognitiva?

Saiba que é por causa dela que conseguimos nos adaptar e nos reinventar diante de situações inesperadas.

Entenda agora como desenvolver a flexibilidade cognitiva:

 

Como desenvolver a flexibilidade cognitiva?

Como já foi falado durante o artigo, e como você já deve ter percebido, desenvolver a nossa flexibilidade cognitiva é fundamental para o nosso desenvolvimento profissional e pessoal.

E para isso precisamos desenvolver alguns hábitos durante a nossa vida.

Por exemplo, é importante sempre estarmos abertos a novos conhecimentos, seja em nossa área de atuação ou mesmo em outras, encarar novas experiências e não ter medo de errar.

Saiba que mudanças simples em nosso cotidiano, como por exemplo, alterar o lugar onde você costuma estudar ou criar novas rotas para chegar ao trabalho podem auxiliar o cérebro no processo de desenvolvimento dessa habilidade que, como você pode perceber é tão importante nos dias de hoje.

Conclusão

E aí? O que achou do artigo? Gostou das dicas e informações?

Neste artigo você pode entender um pouco melhor uma das habilidades mais exigidas no mercado de trabalho atualmente – Flexibilidade cognitiva.

E como você pode perceber durante a leitura do artigo, um profissional flexível tem mais disposição para aprender.

Algo praticamente indispensável para qualquer negócio, principalmente em nossos dias onde essa habilidade é tão importante.

E é exatamente por isso que o profissional com perfil flexível é tão requisitado entre as empresas.

E além de desenvolver essa habilidade, algo que também é essencial para qualquer profissional atualmente, é o investimento em novas qualificações como um MBA, por exemplo.

Saiba que investir em qualificação profissional também é pensar em sua carreira.

E como já foi abordado, o mundo corporativo exige aperfeiçoamento e atualizações constantes do profissional que deseja mudar de área, se candidatar a ascensão de cargos ou melhorar suas habilidades na área em que atua.

Aquele que opta por um MBA acaba dando um foco mais corporativo a sua carreira.

O aluno, dessa forma, poderá se preparar melhor para lidar com a gestão de uma empresa e com negócios de forma geral.

Felizmente, apesar de ser bem concorrido, com as dicas corretas é possível sim se organizar corretamente e assim, aumentar as chances da sua aprovação.

Related posts