Bolsas de estudo no exterior são possíveis de conseguir de diversas formas e com a assistência de muitas instituições diferentes. No caso da Erasmus Mundus, quem banca você é a União Europeia, visando promover a mobilidade de estudantes universitários.

Engana-se, no entanto, quem pensa que as bolsas dos programas Erasmus são voltados apenas para quem é cidadão europeu. Pelo contrário, qualquer um pode consegui-las, mesmo você, que está buscando bolsas de estudo no exterior a partir do Brasil.

O que é a Bolsa Erasmus Mundus? Como funciona?

Antes de tudo, é importante falar o que é o programa Erasmus Mundus. Aliás, há algo mais amplo do que isso, que são os programas Erasmus como um todo, com várias ações voltadas especificamente para a educação.

Com o passar do tempo, o programa se consolidou como um dos principais e mais visados do mundo. Em 2014, quando completou 10 anos de existência, passou a ser denominado por Erasmus+, substituindo a nomenclatura anterior.

Isto significou não apenas uma mudança de nomes, aliás. Na verdade, vários programas foram unidos sob uma única denominação, juntando também os financiamentos. Hoje, a União Europeia investe bilhões de euros na educação.

Essa alteração de 2014 também serviu para ajudar quem procura por Bolsas de Estudo no exterior. Com ela, a instituição europeia passou a oferecer mais assistência financeira aos estudantes que lá desejam estudar.

Em geral, existem esses tipos de bolsas:

  • Graduação sanduíche
  • Mestrado completo ou mestrado sanduíche
  • Doutorado completo ou doutorado sanduíche
  • Para funcionários administrativos da educação (diretores, técnicos, atletas etc)

Vale lembrar, claro, que o significado do termo “sanduíche” aqui remete a fazer metade do curso no país da sua instituição de origem e a outra metade com a mobilidade estudantil das bolsas de estudo no exterior.

É interessante destacar, ainda, que a ideia do Erasmus+ também é levar para a Europa ONGs e estagiários entre os 15 e 30 anos. As áreas de interesse, é claro, são sempre relacionadas a temas educacionais, foco principal do programa.

De forma geral, os estudantes que fazem parte do programa tecem muitos elogios ao seu funcionamento. A bolsa cobre todos os custos, como moradia, seguro saúde e até passagens. É uma das mais atrativas que existem, neste sentido. Aliás, mesmo que não consiga a bolsa, pode tentar, pelo menos, isenção de taxas na universidade.

Conheça os requisitos da bolsa

Simplificando, portanto, até aqui foi possível observar que o programa Erasmus Mundus oferece, hoje, bolsas de estudo no exterior na modalidade Erasmus+. Vimos também que você pode fazer tanto na graduação quanto a sua pós, ficando a seu critério.

Mas enfim, quais são os pré-requisitos para quem almeja uma bolsa deste tipo? Essa pergunta é muito importante de ser respondida, uma vez que você precisa estar com seu planejamento bem preparado.

Para explicar isto, então, eu gosto de separar em três categorias distintas. A primeira, é a dos requisitos gerais, que servem como base em quase todos os editais. A segunda, é o que varia com cada curso. A terceira, dispõe dos brasileiros com cidadania europeia.

  1. Requisitos gerais

De forma geral, estes requisitos mais genéricos são comuns a todos os editais. É claro que pode haver uma variação entre um e outro, mas, no final das contas, não será nada que altere muito o conteúdo. A título de exemplo, veja esses requisitos para um mestrado:

  • Comprovar proficiência em inglês, com testes específicos, como o IELTS
  • Ter a formação mínima exigida (no caso do mestrado, ser graduado; para doutorado, ter mestrado)
  • Ter concluído a sua última formação dentro de um período máximo (como cinco anos, em média)
  • Não ter morado ou estar morando no continente europeu pelos últimos 15 meses

 

  1. Requisitos que variam com o curso escolhido

No Erasmus, você pode fazer praticamente todo tipo de curso. Cada programa tem suas exigências predeterminadas, seja por provas específicas (GMAT, por exemplo) ou outras.

  1. Para brasileiros com cidadania europeia

Os brasileiros com cidadania europeia têm mais de uma alternativa na hora de se candidatar a uma das bolsas Erasmus. Neste caso, pode optar por tentar aplicar tanto como brasileiro quanto como europeu.

Onde encontrar as bolsas Erasmus Mundus disponíveis

Constantemente, é possível encontrar muitas ofertas de bolsas de estudo no exterior Erasmus Mundus. Como ficar atento a isto, porém? É uma tarefa que depende de você, da sua dedicação e do seu planejamento.

Neste tipo de situação, gosto sempre de salientar que o estudante e futuro intercambista tem algumas possibilidades. Uma delas, é ficar atento aos sites especializados em intercâmbio, que fornecem estas informações.

A segunda, é ele mesmo acessar diretamente os sites das instituições nas quais deseja concorrer a bolsas de estudo no exterior. Por certo, todas têm, uma vez que estes processos costumam ser bastante transparentes e divulgados.

Eu, pessoalmente, recomendo que você faça as duas coisas. Fique atento aos dois locais. Assim, o que passar despercebido em um, poderá acessar em outro, sem problema algum. Da mesma forma, ficará atualizado sobre outras possibilidades de bolsas de estudo no exterior.

Com relação especificamente à bolsa Erasmus Mundus, é possível acessar o seu site e ver as disponíveis clicando aqui. O site, que é desenvolvido pela União Europeia, é uma maravilha e permite filtrar de diversas maneiras complementares.

Aprenda como fazer e veja informações úteis sobre o filtro:

  • Selecione a sua área de estudos
  • Preencha com o país que deseja estudar
  • Veja as universidades disponíveis
  • Coloque o ano em que deseja entrar na instituição escolhida
  • Os ECTs credits são voltados a estudantes de outra instituição europeia

Você não precisa preencher tudo isso. Se ainda não souber qual universidade ou qual país quer, por exemplo, pode deixar em branco e ver as alternativas disponíveis no momento. É uma ótima ideia fazer isso, visto que você não deve limitar as suas opções a apenas uma.

Agora, você já sabe tudo sobre a Erasmus Mundus. O que é o programa, seus pré-requisitos e como achar as bolsas de estudo no exterior.

Boa sorte na sua busca.

Related posts