GMAT: Verbal Section – Por Tiago Freire

(Imagem Google)

 

A Seção Verbal do GMAT é composta por três tipos de questões: interpretação de texto (reading comprehension), raciocínio crítico (critical reasoning) e correção de expressão escrita (sentence correction). Esta seção mede seu raciocínio lógico-linguístico e é composta por 41 questões que devem ser respondidas em 75 minutos. Nela haverá mais ou menos um terço de cada tipo de questão que avaliarão a prontidão de argumentação, habilidades de expor ideias com precisão, exatidão e velocidade em escolher estruturas que você irá enfrentar em seu MBA no exterior.

Aqui está uma breve definição de cada seção e dicas essenciais para não perder nem tempo e nem pontos durante a prova.

Reading Comprehension: Questões de interpretação de texto que testará sua habilidade de entender uma passagem e responder questões baseadas no que está dito ou implícito nela.

Dica: Sempre faça anotações. Quanto menos você retornar ao texto para responder as questões, melhor. Transforme textos longos em frases que possam facilmente ser explicadas. Essa estratégia forçará você a compreender o texto melhor.

Critical Reasoning: Questões que testarão sua habilidade em analisar argumentos lógicos. Nela você encontrará questões que requerem diferentes resoluções baseadas no argumento. Algumas delas são:  encontrar suposições ou conclusões; reforçar ou enfraquecer um argumento; ou encontrar uma falha ou uma inferência na passagem. Os argumentos cobrem uma variedade de tópicos e situações que um candidato do GMAT seria capaz de entender, mesmo não estando familiarizado com os assuntos expostos.

Dica: Pratique deduzindo frases de um ponto principal. Faça perguntas como: O que está faltando neste argumento? O que é necessário para reforça-lo? Qual conclusão posso tirar daqui? Outra dica que pode ajudar é pensar como o autor do texto, tentando deduzir o que ele deixa nas entrelinhas.

Sentence Correction: Frases com erros gramaticas e estilísticos (ou não) devem ser corrigidas e adequadas a forma padrão do Inglês sem modificar o seu contexto principal.

Dica: Não confie em seu ouvido como um guia para a gramática Inglesa. No dia a dia, algumas frases podem soar corretas, porém, não se deixe levar por influências linguísticas externas durante a prova. Falantes não nativos costumam ter pontuações maiores do que falantes nativos devido ao modo que a língua é estudada e abordada durante os anos de estudo. Aqui está um exemplo bem simples sobre essa questão.

E.G.: I enjoy watching sports like soccer and volleyball INCORRECT

I enjoy watching sports such as soccer and volleyball CORRECT

Like é usado para comparações. / Such as é usado para dar exemplos.

Espero que essas dicas possam te ajudar nos seus estudos daqui em diante. E não se esqueça de sempre se manter focado e determinado durante os estudos. Até nossa próxima conversa!

 

 

Tiago Freire trabalha no ramo pedagógico desde 2007 e tem vasta experiência em exames internacionais. Atualmente, ele é colaborador na empresa TOTALprep e divide sua experiência pedagógica e conhecimento linguístico com seus alunos na parte Verbal do GMAT.